Onda de Crimes

5 09 2008

Boa noite a todos!

Já devem ter reparado que nas últimas semanas, o nosso país tem sido alvo de uma onda de assaltos e de outros tipos de crimes. Ora isto é um facto que não é inesperado nem surpresa, se tivermos em conta que há muito desemprego e uma crise económica grande, não apenas para alguns, nem tão pouco só em Portugal. Vários países da Europa enfrentam também uma crise, como a nossa vizinha Espanha, que quase entrou em recessão económica. Mas, nós cá temos também um custo de vida elevado, combustíveis caros em relação a outros países e salários baixos para uma grande parte da população. Tudo isto junto e aliado a uma falta de valores, como a honestidade e o respeito de alguns, leva a uma onda de criminalidade, de muito variadas formas…

Quem não parece estar muito preocupado com tudo isto é o Estado Português, pois não consegue impor respeito e fazer cumprir a lei. Para pôr fim a isto são necessárias mais medidas do que simples rectificações no código jurídico. Medidas mais práticas com o objectivo de manter a segurança de todos os cidadãos portugueses, custe o que custar e a quem custar, porque sem segurança o nosso país passa mesmo a ser um país do terceiro mundo.

Fiquem em segurança e SEMPRE ALERTA!!!😉

http://tsf.sapo.pt/Programas/programa.aspx?content_id=904110&audio_id=1009177&title=Tubo%20de%20Ensaio


Ações

Information

4 responses

11 09 2008
José Sá

Subscrevo o que diz o Diogo. Tudo o que foi dito resumo a uma palavra: educação. O estado, dito laico, preocupa-se com estatísticas e votos. Na escola, deve-se transmitir conteúdos. Os valores não fazem parte do currículo. Dizem que é transversal a todas as disciplinas. Mas se ninguém fala deles, reflecte de uma forma crítica, e para isso é preciso tempo, como pode haver alguma coisa transversal?
E as famílias? Onde está a educação, desde o ventre? O ambiente saudável, de valorização e respeito, viveiros de homens e mulheres autónomos, e construtores de uma sociedade mais justa e solidária, constrói-se no seio familiar, desde cedo. Brinca-se com a vida das pessoas ao não nos prepararmos para darmos uma boa educação, que vai muito além das questões de saúde, alimentar e académica.
Vemos isso nas reuniões de pais… ninguém tem tempo para isso.
Outro assunto que era preciso reflectir, é nos parceiros educativos: deveriam juntar esforços, para uma formação integral da pessoa humana. Não se podem fechar na sua ilha, mas estabelecer pontes de comunicação.

14 09 2008
diogojrs14

obrigado senhor padre pela visita e pelo comentário, já agora aproveito para lhe dizer que é preciso pôr carvão no comboio Folhas Livres, está-me a parecer muito lento, senão mesmo parado… Está a faltar muito ainda…

14 09 2008
Ricardo Teixeira

Exacto, é preciso pôr carvão no comboio, mas não muito, porque durante o tempo de aulas não vou ter a mesma disponibilidade que tive nas férias.

16 09 2008
Cátia

Quanto ao tema dos assaltos eu concordo com o diogo e com o Sr Padre porque se não somos bem educados não sabemos como sê-lo, logo não podemos fazer aquilo que não sabemos… penso que os alguns pais devem dar mais atencão aos filhos falar abertamente, não ter medo nem vergonha de falar em certos assuntos, explicar-lhes de uma forma natural as coisas que devemos ou não fazer, mostrar que estão com os filhos em qualquer situação e que se uma coisa é grave eles estão lá pra ajuda-los a resolver….. penso que este é um pouco o papel dos pais!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: