Greenpeace em acção!

15 10 2008

Olá! Sejam bem-vindos!

Há alguns dias que não escrevo aqui nada e hoje também não era para escrever, mas vi este vídeo da Greenpeace e achei que ficava bem no meu blogue, para vocês comentarem… Gostava que prestassem mais atenção à parte do Árctico, em que os activistas tentam agir contra os pescadores furtivos de baleias e são atacados com jactos de água… Qual é a vossa opinião sobre o papel dos activistas das organizações ambientalistas? Eram capazes de optar por uma vida semelhante? Porquê? Aqui fica o filme:

Espero os vossos comentários e para se informarem melhor deixo-vos aqui as ligações que vos podem ajudar a formar uma opinião ou ideia acerca destas pessoas…

http://www.quercus.pt/scid/webquercus/
http://www.greenpeace.org/portugal/
http://www.quercus.pt/scid/webquercus/defaultArticleViewOne.asp?categoryID=608&articleID=1554
http://www.stopogm.net/
http://noticias.terramater.pt/labels/ONG.html
http://www.naturlink.pt/

Acho que a partir destes sítios conseguem criar uma imagem para transmitirem… Fiquem bem!


Ações

Information

10 responses

17 10 2008
Ricardo Teixeira

Falando por mim, eu não “arriscaria” em ter uma vida assim. Correm-se riscos e pouco partido tiramos do que se faz. Contudo pode-se ajudar essa organização de outra maneira (sem me envolver na Greenpeace).

17 10 2008
Mickael (lama)

Eu acho k nao é preciso arriscar tanto para fazer campanha às alterações climáticas. Apesar, de haver muitas campanhas de sensibilização ainda nenhuma resultou.

19 10 2008
diogojrs14

na altura em que nos encontramos, não podemos agir só ao nível da sensibilização, mas também a um nível mais activo, como fazem os activistas da greenpeace e de muitas outras organizações ambientais… Temos de agir directamente à nossa volta, no nosso meio com acções mais práticas do que apenas sensibilização, que é uma boa forma de contribuir, mas não tem conseguido mudar o suficiente. É necessário sermos mais activos, organizar e participar em actividades para pressionar os dirigentes políticos, em marchas para chamar à atenção, em manifestações, e usar a inteligência e a criatividade para dinamizar mais e diferentes tipos de proteger e defender o ambiente, a Natureza, o clima, os animais…
por isso eu era capaz de optar por uma vida de ambientalista, activista, como forma de mudar o nosso mundo…

26 10 2008
Zecarlos

Olá Diogo !

Parabéns pelo teu blogue. Está engraçado, por isso acho que deves continuar e, se possível, ainda melhorá-lo.
Quanto ao assunto, certamente todos estamos de acordo que se deve preservar o ambiente para as gerações futuras. A questão é preservar “em que medida”? Caso não fosse possível “mexer” na natureza, como podíamos nós, seres humanos, evoluir? Já pensaste que, na hipótese de não revolucionarmos as condições ambientais, nunca teria sido possível ao homem alcançar o estado de desenvolvimento actual?
Já agora, uma vez que se nota que és muito jovem, diz-me lá o que pretendes fazer para atingir os teus objectivos.

26 10 2008
diogojrs14

boa pergunta essa! mas não tardará a ter uma resposta, dado que já faz parte da minha consciência há já muitos meses. Não deve ter uma resposta fácil, mas também não será impossível de atingir, creio eu… Obrigado pelo teu/seu comentário e espero que continue a visitar o meu “engraçado blogue”, como referiu…
na minha opinião devemos preservar na maior medida possível, para assim termos por mais tempo este belo planeta limpo e saudável… Há muitas e variadas formas de evoluir. Todos os animais da Terra evoluíram e continuam a evoluir e, no entanto não “destruíram” o planeta. E até nós já temos aproximadamente 2 milhões de anos de evolução e só “recentemente” começámos a causar danos consideráveis, ou melhor sérios e que podem trazer graves consequências…
quanto à última questão, claro que já pensei nisso e acho que muito provavelmente teria sido impossível, mas o estado de desenvolvimento actual não é assim tão bom como se possa pensar. Tem pois, muitas vantagens e qualidades, mas muitas, mesmo muitas desvantagens e defeitos. E o pior é que estamos no limiar do tempo para corrigir o que fizemos e estamos a fazer de prejudicial e para manter aquilo que criámos e desenvolvemos de positivo… Afinal, eu nasci há menos de duas décadas e não tenho culpa do estado a que o mundo chegou e não mereço viver na lixeira que ele se tornou, devido aos que tiveram e têm o Poder de decidir o Futuro de todos. Eu acho que mereço viver nas condições ambientais e biológicas que permitem qualidade de vida sustentável… E porquê ter de lutar “sozinho” por aquilo que é de Todos, que Todos “estragaram”, inclusivamente eu, e cujos efeitos se for bem sucedido, Todos vão beneficiar deles e não apenas eu?!?!? Eu digo porquê, porque eu quero mudar e não ser mais um “Burro”, mais um “carneiro do mundo”, que quer continuar indiferente e não ter trabalho a mudar o que não está bem e que “Todos” reconhecem que tem de ser mudado, alterado, novamente. Só que desta vez com a devida Inteligência, com o devido Respeito, com o devido Coração, com os Valores Correctos!!!
quando me referi aos “carneiros do mundo” queria referir-me às pessoas que continuam indiferentes aos movimentos ambientalistas, que não querem fazer um esforço para corrigir os erros dos seus antepassados, dos outros e que continuam a ser casmurras em manter o seu estilo de vida e os seus comportamentos e atitudes… É pena que haja muita gente que não age correctamente, que estraga ou neutraliza o Trabalho, o Esforço, a Dor e a Dedicação dos que Lutam, que Mudam, que Movem montanhas para saírem vitoriosos na Guerra da Verdade, da Natureza, do Amor, de Jesus Cristo e de todos os seus seguidores, na Guerra por um MUNDO MELHOR! Afinal não é para isso que aqui estamos???

27 10 2008
Zecarlos

Muito bem, genericamente estou de acordo com o teu ponto de vista, o que não é difícil visto ser relativamente consensual.
No entanto, a questão essencial que te coloquei, e que tu não respondeste nem sequer abordaste, é “que fazer, e como fazer, para atingir os objectivos pretendidos” ? E, decorrente da resposta que deres, outra questão se coloca: qual o teu papel, qual a tua acção o teu contributo para o fim em causa? Que fazes, e que pensas fazer para o prosseguimento dos teus ideais? Integrar alguma seita ou religião ou movimento cívico?
Tens de ser menos generalista e mais concreto nas tuas respostas.

27 10 2008
diogojrs14

pensei muito hoje acerca dessa questão, ou melhor dizendo, dessas questões e espero em breve não só poder dar uma resposta concreta, mas também pô-la em prática e desenvolvê-la de forma a fazer o meu papel, ajudar os outros a fazerem o seu papel e atingir um objectivo que será o princípio para o alcance de muitos outros objectivos e metas para os quais precisarei de força e capacidades extras, que espero conseguir com a colaboração de mais amigos meus e outros que espero que apareçam para se juntar a nós…
Não pretendo, pelo menos por enquanto integrar qualquer tipo de religião, porque sou católico, seita ou outro… Mas tenho um plano para melhorar o Mundo e irei realizá-lo o mais brevemente possível… Obrigado pelo comentário e espero mais…

27 10 2008
Zecarlos

“…Mas tenho um plano para melhorar o Mundo e irei realizá-lo o mais brevemente possível…”

És capaz de revelar qualquer coisinha ? É que dito da forma que disseste, com toda a franqueza, parece-me bastante ridículo. Excepto se, para ti, Mundo significar o quintal da tua casa, nesse caso acho que podes contribuir bastante. Ironias àparte, não achas que sofres duma coisa chamada megalomania?

27 10 2008
diogojrs14

não, para mim Mundo significa o Planeta, mas se reparar, se eu mudar o meu “quintal”, como disse, já mudei o Mundo, porque uma parte do Mundo foi alterada, uma parte dele está diferente. E não, para já não posso revelar nada, só que não estou a brincar, e que quando disse que ia mudar o Mundo é porque vou mesmo fazê-lo. Quer acreditem ou não. Já mudei bastante, na medida em que ainda sou “novo” e desde que me conheço mudo o que acho que está mal, para que fique pelo menos um centímetro mais perto da perfeição…
quanto a essa doença, tenho a certeza que não sofro disso, porque gosto de humildade e acho que o devo ser em tudo. Contento-me com o resultado do meu esforço e não peço mais do que isso, porque assim é que é justo!

27 10 2008
Zecarlos

Desculpa lá, mas isto assim é como uma conversa que não leva a lado nenhum (conversa de surdos). É que tu respondes mas, tudo espremido, o resultado é zero. Falas mas não dizes nada, ou seja, generalidades e banalidades. É assim que vais mudar o Mundo ? De facto, só se for o teu quintal, e assim sendo tudo bem. Não te fica mal uma certa dose de idealismo, mas, se procurasses ser mais realista talvez te fosse mais útil em todos os aspectos da vida. Pensa mais realisticamente, depois diz-me alguma coisa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: