Máscaras que enganam…

7 03 2009

Olá a todos!

Vai fazer duas semanas, festejou-se o Carnaval, onde quem gosta se mascara ou veste de forma diferente, para não ser reconhecido, por brincadeira ou para se divertir. Há quem se disfarce das mais variadas formas e feitios, imitando pessoas conhecidas, fazendo troça delas, vestindo-se de forma que para o resto do ano não é apropriado vestir-se. É um tempo para a diversão, para a brincadeira e para muitas outras coisas, que variam de pessoa para pessoa.

No entanto, não é deste tipo de disfarce que eu vos quero falar… Mas sim de uma forma de disfarce mais perigosa, que não se usa numa época ou dia do ano. Certamente que já pensaram sobre isto, ou conhecem quem seja assim, quem viva quase permanentemente mascarado ou disfarçado, ou seja, quem faz da própria vida uma farsa e uma falsidade. Este disfarce pode enganar muita gente, muito mais do que o disfarce de Carnaval e durante muito mais tempo, porque nesta ocasião festiva, por mais bem disfarçados que estejamos, somos facilmente e rapidamente descobertos… Estas pessoas, são normalmente mentirosas, desconfiadas, falsas, mas muitas vezes conseguem passar despercebidas e sem que lhes descubram a “máscara”, enganando todos sem que ninguém desconfie. Acredito que a maior parte destes casos, algum dia fracaçam e são descobertos, porque é bom que assim seja e que lhes seja atribuído um merecido castigo, por parte da sociedade, das pessoas que com estas “convivem”. Todavia, por certo que muitos/as outros/as “mascarados/as” conseguem enganar muita gente e sair sempre “por cima”. Casos destes levam-nos a ter sempre um pé atrás e a desconfiar das intenções, palavras e atitudes das pessoas que não conhecemos bem. E isso pode ser uma boa protecção e uma boa forma de descobrirmos a realidade e a verdadeira “face” das pessoas. Mas, CUIDADO, porque não é só quem nós não conhecemos que nos pode desiludir, atacar e enganar! Antes assim fosse, mas, muitas vezes, são aqueles que nós julgamos conhecer e em quem temos confiança que nos surpreendem, pela negativa claro. E nestas situações, pode ser muito pior o resultado e as consequências podem ser autênticos pesadelos e por vezes irreversíveis e deixar marcas para sempre…

É preciso estar-se preparado para este tipo de enganos e estar alerta para os descobrir com astúcia e perspicácia, para que nem nós nem os outros se deixem enganar por pessoas assim! Precisamos de ser radicais, por vezes, para nos mantermos em segurança e agir de forma a desmascarar rapidamente os disfarces perigosos… Estas pessoas podem ser autênticas BESTAS e devem nesses casos ser tratadas como tal, sempre de uma forma que mostre a nossa superioridade em relação e elas. Quem é verdadeiro e vive na verdade, é e será sempre superior aos que vivem a enaganar, a mentir, na falsidade e na mentira!

Mantenham-se SEMPRE ALERTA! Fiquem bem! Bons comentários!🙂

diogojrs14😉





[Broken] Seether

13 02 2009

Olá a todos! Sejam bem-vindos!

Hoje gostava de partilhar convosco um videoclip de uma música muito fixe que se chama “Broken” e é de uma banda Seether, formada em África do Sul, em 1999, originalmente com o nome de Saron Gas. É uma banda de pós-grunge, metal alternativo e nu metal e é actualmente formada por três membros: Shaun Morgan, Dale Stewart e John Humphrey, segundo a Wikipédia. Para que possam pensar melhor acerca da música, no seu todo, eu deixo também aqui a letra, de que gosto muito, mas primeiro o vídeo!

“Broken”

I wanted you to know I love the way you laugh
I wanna hold you high and steal your pain away
I keep your photograph, I know it serves me well
I wanna hold you high and steal your pain

‘Cause I’m broken when I’m open
And I don’t feel like I am strong enough
‘Cause I’m broken when I’m lonesome
And I don’t feel right when you’re gone away

The worst is over now and we can breathe again
I wanna hold you high, you steal my pain away
There’s so much left to learn, and no one left to fight
I wanna hold you high and steal your pain

‘Cause I’m broken when I’m open
And I don’t feel like I am strong enough
‘Cause I’m broken when I’m lonesome
And I don’t feel right when you’re gone away

[x2]

Espero que tenham gostado e que queiram partilhar a vossa opinião acerca da música! Fiquem bem!😉





Shade [Silverchair]

30 01 2009

Olá a todos! Sejam bem-vindos!

Hoje quero partilhar convosco este vídeo de uma banda que se chama Silverchair, formada em 1992, embora inicialmente com o nome “Innocent Criminals”. A princípio tocavam músicas dos Midnight Oil, Deep Purple, Led Zeppelin, Black Sabbath e Nirvana e eram quatro, passando posteriormente a três: Daniel Johns (vocalista e guitarrista), Ben Gillies (baterista) e Chris Joannou (baixista). São de origem australiana, mais precisamente da cidade de Newcastle e os géneros musicais que os caracterizam são o Pós-Grunge e o Rock Alternativo. O nome desta música é Shade… Espero que gostem!

O que acham? É uma banda com músicas muito boas e bonitas! Comentem bem!😉





A Esperança do Teu Amor…

23 01 2009

Olá a todos! Sejam bem-vindos!🙂
Aproxima-se a comemoração da Semana da Paz, na minha escola e neste âmbito, um professor, pediu-nos que realizássemos uma actividade que consistia em escrever um texto, que poderia ser acompanhado por uma imagem, relacionado com o tema deste ano: “Esperança, um Caminho para a Paz”. Eu, correspondi a esta solicitação, com este texto, cujo título é o título do artigo:

Conheces-me, Sabes quem sou!
Sabes que sinto… que vivo…
Sabes que sofro por viver aqui,
Neste mundo, por Ti sonhado,
Por Ti pensado e sentido…
Dizem do meu sofrimento,
Sem sentido ou razão…
E Tu vês: sou fraco,
Tentando ser diferente,
Lutar contra a corrente,
Pensar naquilo que os outros esquecem,
Ou nem tão pouco lembram,
Fogem de Ti, da Tua vontade,
Da Tua razão e do Teu ser…
Ser esse que me dá força,
Fé e esperança em mim,
Em Ti!…
Tu És mais forte, És o Sol,
És essa reconfortante luz…
És tudo o que entregas,
Nas minhas mãos,
Quando as estendo,
Desanimado, triste, esgotado…
És amor, ao qual me rendo,
Ao qual me esforço por corresponder,
Amor que gosto de alimentar!
Que enquanto eu vivo faço-O viver também!
Amor que amo, que me Ama…
Que me salva e me mantém vivo!
Que me espera e me dá esperança!
Que se deixa levar pelos meus passos,
No seio de meus braços!…
A esperança que me dás, Leva-me…
Também, como eu A levo, como Te levo!
Leva-me ao mais profundo,
Ao mais elevado e mais difícil,
Ao mais longe e a ver melhor o mais perto…
Leva-me até ao fim e de volta ao início,
Para poder reviver, restaurar, renovar,
Voltar a sonhar o sonho do Teu amor,
Do Nosso amor… o Teu sonho!
Agora também meu,
Porque a Ele me juntei…
Juntei-me ao projecto do Teu reino…
Ao esperançoso projecto do Teu Amor!!!

O que acham do texto (poema)? Espero as vossas sinceras opiniões! Fiquem bem!😉





Midnight Oil [Beds Are Burning]

11 01 2009

Olá, mais uma vez hoje!

Numa das minhas pesquisas de música, encontrei este vídeo de uma música da banda Midnight Oil, que se chama Beds are Burning de que me lembrava vagamente… Esta música remete a 1987, ano em que a banda lançou o álbum Diesel and Dust, muito elogiado pela crítica. Com este álbum, a banda “culpava os australianos pelo extermínio do povo aborígene que foram expulsos do deserto e forçados a trabalhar para os ingleses”, uma das causas que defendiam e que os tornou conhecidos… A outra grande causa das letras da banda foi a poluição e as causas ambientalistas, por isso ficaram conhecidos por activistas e ecologistas.
Vejam este vídeo e prestem especial atenção à letra:

Espero que gostem e que comentem muito! Fica também aqui a ligação para o site da banda: http://www.midnightoil.com/

Fiquem bem!😉





Despe & Siga [Bué de Baldas]

11 01 2009

Bom dia! ou boa tarde!, dependendo da hora do dia a que estão a ler este artigo… Ou boa noite!

Há uns tempos, reparei numa cassete de música que tinha no carro e ouvi-a, recordava-me de a ter escutado muitas vezes quando viajava nos meus tempos de criança. Continha várias músicas de várias bandas portuguesas entre elas esta que se chama Despe  Siga e a música tem o título de Bué de Baldas… Pesquisei no YouTube e encontrei este “vídeo”:

Na minha opinião é altamente, um pouco antiga, mais propriamente de 1994, mas é muito engraçada… Reparem na letra! E comentem muito!!





A Morte Saiu à Rua [José Afonso]

23 12 2008

Olá mais uma vez!

Para variar um bocado de estilo de música, hoje vou também partilhar este vídeo de um concerto de José Afonso, mais conhecido por Zeca Afonso. A música tem o nome de “A Morte Saiu à Rua” e é uma das minhas preferidas músicas portuguesas… A letra é à altura de um bom poeta, como ele foi, mostrando sempre um nacionalismo presente, mas construtivo, lutando pela liberdade e pela justiça… É conhecido como activista, antifascista, anticolonialista e por músico de intervenção, tendo se sempre envolvido na política nacional. Fica o vídeo:

Passem bem e comentem muito!!! Se quiserem deixem a vossa opinião…